top of page

Orgulho de ser Engenheiro Metalurgista

Imagem do WhatsApp de 2022-12-28 à(s) 12.18.55.jpg

Leandro Dilkin Consul, presidente da Agemet

A partir desta edição da Conselho em Revista, vamos trazer na pauta as mais de 300 profissões do Sistema Confea/Crea, suas entidades e atribuições e mercado de trabalho.

Para falar sobre a Engenharia Metalúrgica, a primeira a ser abordada, conversamos com o Engenheiro Metalurgista Leandro Dilkin Consul, presidente da Associação Gaúcha de Engenharia Metalúrgica (Agemet), entidade criada há 4 anos e com 40 associados.

Formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1994), com MBA em Gestão Empresarial pela FGV e mestrando em Ciência dos Materiais e Fundição (PPGEM/UFRGS), o Eng. Consul explica que a Agemet é uma mobilização de profissionais, professores e estudantes de Engenharia Metalúrgica, do RS, que busca debater sobre o setor industrial no qual Engenheiros Metalúrgicos podem atuar, assim como o atual momento do mercado, buscando maneiras de fortalecer a economia incluindo profissionais capacitados de metalurgia.

Visando à valorização profissional de cerca de 400 Engenheiros Metalurgistas no Rio Grande do Sul, e 5 mil em todo o Brasil, a entidade procura trazer maior discussão sobre a profissão dentro das empresas de metalurgia, que trabalham com processos internos, tais como fundição, aciaria, tratamentos térmicos, corrosão, extração de minérios metálicos, forjamento, laminação, conformação, beneficiamento, tratamentos de superfícies metálicas, entre outros.

“Somos profissionais apaixonados por metalurgia” diz o slogan da Agemet no perfil da entidade no instagram. Vamos saber um pouco mais sobre esta profissão!

6461.jpg

CONSELHO EM REVISTA – PODERIA FAZER UMA AVALIAÇÃO SOBRE O MERCADO E AS ATRIBUIÇÕES DOS ENGENHEIROS METALÚRGICOS NO RIO GRANDE DO SUL?

O mercado e a atuação do Eng. Metalúrgico ou Metalurgista são em empresas metalmecânicas, tais como fundições, tratamentos térmicos, forjarias, empresas de soldagem e montagem de peças, revestimento superficial e controle de corrosão como zincagem, cromagem, beneficiamento de minérios, empresas siderúrgicas, em gestão da produção, gestão de projetos, gestão de custos, empresas automotivas e autopeças.

É uma profissão que fornece o material necessário para a produção de eletrodomésticos e utensílios domésticos, matrizes e ferramentas, motores, máquinas agrícolas e construção metálica.

Promovemos ações de divulgação de nossa profissão em congressos, eventos, revistas e mídias digitais, como instagram, grupo de Whatsapp, LinkedIn, no sentido de incentivar também a capacitação profissional para o setor, entendendo que empresas com funcionários especializados têm maior chance de sucesso, bem como uma melhor segurança para com a sociedade.

Além disso, há muito desconhecimento sobre a profissão, que hoje é ocupada por outras engenharias. Buscamos, então, debater sobre o setor industrial no qual os engenheiros metalúrgicos podem atuar, promovendo fortalecimento da profissão e de sua representatividade. Assim, queremos contribuir com o mercado para a contratação de especialista em metais e seus processos. Inclusive temos banco de currículos para interessados.

Queremos difundir o conhecimento técnico, científico e de gestão em metalurgia e em materiais e mineração, promovendo eventos, cursos, palestras, seminários e publicando em revistas técnico-científicas.

OS PROFISSIONAIS DA ENGENHARIA METALÚRGICA NO BRASIL ESTÃO PREPARADOS PARA AS INOVAÇÕES QUE IMPACTAM O MUNDO?

Acredito que sim. Temos dois excelentes cursos de Engenharia Metalúrgica no Estado, no Instituto Federal de Caxias, com nota máxima em avaliação do governo; e na UFRGS, curso com mais de 60 anos de atividades, tendo formado centenas de profissionais. Na UFRGS ainda há uma das melhores pós-graduações em Metalurgia, como o PPGEEM.

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS DESAFIOS DA PROFISSÃO?

A atualização constante, principalmente na Indústria 4.0, gestão e ferramentas da qualidade total, língua inglesa para comunicação e inglês técnico. Os novos profissionais saem das universidades com muito boa base das diversas tecnologias de fabricação, como fundição, tratamento térmico, confirmação mecânica, solda, siderurgia e ferramentas da qualidade total, gestão da produção, custos. No entanto, pós-graduação é sempre uma necessidade atual, seja MBAs ou mestrado acadêmico.

A engenharia metalúrgica contribui com o desenvolvimento ao transformar minerais em ligas que serão usadas na construção de ferrovias, na instalação da indústria automobilística no País, na criação da área aeronáutica nacional.

Engenheiros metalurgistas dedicam-se ao estudo de materiais metálicos e são responsáveis por executar, coordenar e criar processos de beneficiamento de minérios para os mais variados usos. Fundamentais para o desenvolvimento do país, esses profissionais garantem o destino das indústrias.

© 2022 CREA-RS. Todos os direitos reservados.

bottom of page