• CREA-RS

Máscaras Artesanais, Caseiras ou de Proteção Respiratória de uso Não Profissional

Atualizado: Set 30


Pablo Urquhart

Engenheiro de Segurança do Trabalho


Segundo a Organização Mundial da Saúde, o vírus da Covid-19 tem em média 120 nanômetros de tamanho (1 nanômetro é 1 bilhão de vezes menor que 1 metro). Existem evidências científicas de que a eficiência na retenção para partículas tão pequenas (nanométricas), variam muito entre máscaras de uma mesma classe e entre diferentes produtos usados (tecidos) para confeccioná-las.

Foto ilustrativa/Freepik

A principal função das máscaras é evitar que o vírus em suspensão no ar, onde pode ficar por um longo período, penetre na boca ou nariz do usuário, e também prevenir que uma pessoa contaminada, ao falar ou espirrar, contamine outras próximas. A máscara é uma barreira, um filtro, e deve passar por ensaios em laboratórios acompanhados por um Organismo de Certificação de Produtos (OCP) acreditado no âmbito do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade (SBAC), para atestar o atendimento aos requisitos estabelecidos nas práticas recomendadas da ABNT PR 1002:2020 (AFNOR SPEC S76-001).


No mercado, existem muitos tipos de tecidos e fibras que são utilizados pela indústria têxtil para a produção das máscaras. Fibra têxtil ou filamento têxtil é toda matéria natural, de origem vegetal, animal ou mineral, assim como toda matéria artificial ou sintética, que por sua alta relação entre seu comprimento e seu diâmetro, e por suas características de flexibilidade, suavidade, elasticidade, resistência, tenacidade e finura, está apta às aplicações têxteis (CONMETRO, 2008).

Fonte: Adaptado de, MARTINEZ et al. (2016).

A partir das fibras, pelos vários processos de fiação, obtemos os fios que, por sua vez, gerarão o tecido, cada um com propriedades físicas diferentes, sendo que, o entrelaçamento dos fios, promove a construção do tecido.


Estes entrelaçamentos ou ligamentos dos fios em tecidos planos, determinam as propriedades e as características específicas para as diversas aplicações.

Guia de implementação: Normas para confecção de jeans - ABNT/Sebrae.

Cada composição de tecidos apresenta características singulares e gramaturas diferentes. De acordo com a NBR 1092, gramatura é “a relação de massa por unidade de área”, sendo expressa em gramas por metro quadrado, tendo como tolerância mais ou menos 5%, sendo que cada tecido tem estruturas e gramaturas distintas. Podemos citar como exemplo o tecido 100% algodão, conhecido comercialmente por Popeline, com estrutura do tipo ligamento e gramatura de 12,01 g/m² ± 5.


É essencial ter conhecimento sobre a composição dos tecidos, pois entendendo as particularidades dos diferentes tipos é que se pode elaborar as tomadas de decisões.


A ABNT 1002:2020 recomenda que, para a produção de máscaras de Proteção Respiratória Não Profissional (não tecido sintético TNT), é necessário o fabricante garantir que: o tecido não cause alergia, a gramatura deste tecido seja de 20 g/m² a 40 g/m², que as máscaras tenham três camadas, sendo uma de tecido não impermeável na parte frontal, outra de tecido respirável no meio e uma de algodão na parte em contato com a superfície do rosto, não possuir costuras verticais ao longo do nariz, boca e queixo, não optar por tecidos que retenham calor e bloqueiem a passagem de ar, além de serem compactos e densos.


Para a seleção de máscaras de proteção respiratórias para uso não profissional é necessário observar suas características, sendo as principais: cobrir o nariz, boca e o queixo, serem ajustadas para garantir uma boa vedação, não apresentarem resistência a inspiração superior, não conterem válvulas inspiradoras e/ou expiradoras.


É muito importante que as organizações elaborem, implantem e mantenham seus próprios protocolos de prevenção ao Covid-19, para o adequado controle de suas atividades ocupacionais.

Artigo Seg Trabalho
.pdf
Download PDF • 3.21MB

© 2020 CREA-RS. Todos os direitos reservados.