• CREA-RS

Startup de POA desenvolve tecnologia para acompanhamento remoto de obras

Atualizado: Set 30

Uma startup de Porto Alegre desenvolveu uma tecnologia que permite o acompanhamento remoto de obras, por meio de um software que utiliza as plantas do projeto para recriar o local em imagens imersivas de 360º.


Segundo a empresa, a tecnologia proporciona redução de até 70% nos custos de deslocamento, bem como economia de tempo e conexão entre projetistas, clientes e equipes no canteiro de obras.

A tecnologia vincula uma câmera 360º a um software de captura, tornando possível caminhar pela obra utilizando a câmera em cima do capacete, por exemplo, e fazer marcações e captação de imagens do local diretamente do aplicativo. Depois, essas imagens são enviadas ao sistema, para que todos consigam ter acesso à obra no ambiente virtual. “Nós desenvolvemos uma tecnologia própria que permite conectar a câmera 360º ao nosso software de maneira integrada”, explica o Eng. Civ. Tales Silva, CEO e fundador da empresa. A câmera pode ser adquirida ou alugada, e quem capta as imagens são as pessoas em campo. Assim, os clientes registram e enviam as imagens para a plataforma, que fornece uma experiência de visualização.


“Dentro da plataforma, a gente fala muito em transparência e conexão entre todos os stakeholders. Então pode ter ali o proprietário da obra, o cliente, responsáveis, Engenheiros, projetistas, todo mundo que está envolvido pode estar conectado na plataforma e acompanhando à distância a evolução daquela obra”, ressalta. O sistema também tem funcionalidades que permitem criar apontamentos, gerar relatórios, conectar com BIM (Modelagem da Informação da Construção), entre outras.


O Eng. Silva afirma que sempre foi muito ligado à tecnologia, o que o motivou a criar a startup. “Eu sempre achei que a construção civil merecia a implementação de mais tecnologias para sair desse estado, porque a construção hoje é considerada um dos setores mais atrasados em termos de digitalização.” No final de 2018, o Engenheiro foi passar quatro meses no Vale do Silício, em São Francisco, na Califórnia, onde pesquisou algumas tecnologias que estavam começando a ser utilizadas. “Trouxe de lá insights para usar a câmera 360º no canteiro de obras e de desenvolver um produto para esse lado, utilizando uma câmera para fazer vistorias remotas nas obras,” revela.

A tecnologia vincula uma câmera 360º a um software de captura, tornando possível caminhar pela obra utilizando a câmera em cima do capacete e captar imagens do local

(Foto Guilherme Fagundes)


E-mail: tales@constructin.com.br

35 visualizações

© 2020 CREA-RS. Todos os direitos reservados.